Condomínio e locações – Conheça seus problemas

Início » 2010 » junho

Arquivo mensal: junho 2010

5 dicas para não errar na escolha do imóvel

É cada vez mais comum as pessoas buscarem o sonho da casa própria. Muitos preferem os condomínios devido a fatores como conforto, comodidade, praticidade, segurança, entre outros. No entanto, é importante ficar atento para não deixar que a realização de um sonho se transforme em um verdadeiro pesadelo. Confira algumas dicas para não errar na escolha do imóvel:

1. A construtora: é fundamental conhecer o tipo de serviço prestado pela construtora responsável pelo imóvel. Saber se a qualidade de projetos anteriores foi boa, se ela costuma ter problema com prazos ou se tem alguma pendência como processos é importante. Se você tiver contato de antigos clientes que podem dar opinião sobre a construtora também é válido. Outra forma de obter informações é através de ferramentas como sites que prestam serviços aos consumidores;

2. Um especialista: procurar a ajuda de um especialista na área como um advogado especialista em condomínio, também é um fator importante. Além de fazer a análise do contrato e ver se todas as cláusulas estão de acordo, ele pode auxiliar também nas negociações referente às formas de pagamento do imóvel;

3. Legalidade: uma incorporação imobiliária é caracterizada pela construção de condomínios cujo a finalidade é depois de pronto vender suas unidades autônomas. Se apenas uma pessoa tem a propriedade de um prédio inteiro, então não existe o condomínio. Para que haja uma co-propriedade, tem de ser feito a incorporação imobiliária, onde cada comprador registra separadamente sua unidade. E no caso de algum imprevisto com a obra, para evitar prejuízos e garantir o direito de todos os proprietários existe o “Patrimônio de Afetação”, previsto na lei nº 10.931.

4. Planos de Pagamento: procure conhecer as formas de pagamento, como são os reajustes de parcela e do saldo devedor. É importante guardar todos os documentos, comprovantes, até mesmo o folhetinho de propaganda para evitar aborrecimentos futuros e garantir os seus direitos;

5. Tudo pronto para funcionar: depois que a obra fica pronta e as unidades vão ser entregues aos seus proprietários, o condomínio precisa começar a funcionar. O primeiro passo é a convocação de uma assembléia geral que tem o objetivo de aprovar a previsão orçamentária para que as despesas condominiais comecem a ser cobradas e eleger o síndico, subsíndico e os membros do conselho.

Anúncios